Music

segunda-feira, 24 de julho de 2017

É Covardia


"É covardia dizer palavras bonitas e depois agir feito criança que não sabe o que quer e o que diz. É covardia dizer que pretende ficar, quando na verdade irá partir a qualquer momento.

Quantas histórias já ouvi de enganos e daquela dor terrível de recomeçar. Quantos corações partidos que deixam de acreditar no amor e, quando alguém aparece, já é descartado, com medo de doer novamente.

É covardia conquistar, ser gentil, só pra aumentar o ego. Ter prazer em saber que alguém "morre" de amores pela gente, é dessas coisas bizarras da vida que eu nunca vou entender.

Não entendo o gosto de "pisar" no outro, dos joguinhos e de fazer promessas, quando as atitudes demonstram o contrário.

Covardia é quem chega de mansinho, vai logo ocupando um espaço no coração, doma os nossos medos e, todas as vezes em que pensamos em dar um passo para trás, esse alguém segura a nossa mão e nos faz darmos um passo à frente. Mas depois, de repente, esse alguém vai embora, sem sequer dizer adeus, sem ao menos dizer o porquê do sumiço.

Covardia é despertar sentimentos, oferecer abraços, filmes no sábado à noite, quando na verdade, irá inventar uma desculpa qualquer para nos deixar em casa sozinhos, pensando no que fizemos de errado.

Enquanto o outro curte a vida, tu tentas entender onde foi que falhaste; enquanto o outro descobre outros risos, outros beijos, outros enganos, tu ficas achando que és o problema.

Bonito mesmo é quem fica, até quando não merecemos; quem entende as nossas pausas e os nossos medos; quem sabe dos nossos segredos e, mesmo assim, decide não partir.

Bonito é quem não promete, mas prova, todos os dias, o quanto gosta da nossa companhia. Quem não mente, não engana e não se alegra com a dor do outro.

Bonito é quem desperta o amor e fica, quem conquista e cultiva, quem para além de plantar também rega, cuida, protege, pois não quer perder aquilo que cativou."

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Seja igual criança


“Seja igual aquela criança que brinca no parque, que chora ao cair do balanço, e mesmo assim deixa transparecer o brilho em seu olhar, pois sabe que em instantes terá o colo da mãe, então ela se cala e volta a sorrir. Faça da vida uma brincadeira, e se cair do balanço, não tem problema, o choro é finito e com um tempo você volta a sorrir, porque em algum momento aparecerá alguém para te ajudar a levantar. Então não deixe de transmitir o que há de mais bonito. Seja em palavras ou em atos. Ou apenas com um simples olhar. Não se deixe abalar por uma quedinha, independente de qualquer dor, guarde aquilo que realmente importa. A essência de quem você é.”

— Jackelaine Lima, Recitografar em Palavras Escolhidas.

Eu queria


“O que eu queria? Eu queria que lutasse por mim. Queria que dissesse que não há mais ninguém com quem ficaria. E que prefere ficar só, do que ficar sem mim.”

sábado, 1 de julho de 2017

Raridade


"Admiro casais que saem juntos, se divertem juntos, bebem, curtem juntos; porque hoje em dia o que tem de casais vivendo como se fossem solteiros, saem sozinho, com os amigos, mas raramente estão juntos, e o pior é que tudo isso virou uma coisa normal. Bonito mesmo são casais que sabem ser amigos antes de serem amantes um do outro… Cumplicidade e companheirismo é raridade."

Cuide bem


"Cuide bem, observa os detalhes, olhe nos olhos, tente reparar no que ninguém repara. Ouça. Seja sincero. Amor se constrói na simplicidade."